Publicado em 1 comentário

Depilação masculina: Como fazer a depilação masculina, tipos e dicas

Com o passar dos anos, a ideia de que o homem precisa, obrigatoriamente, ter pêlos em todo o corpo se desintegrou. Atualmente, uma grande parcela de homens se rendeu às diversas técnicas da depilação para manter um corpo liso e livre de pêlos, seja em apenas algumas regiões ou no corpo todo.

A depilação masculina vêm se revelando muito mais do que apenas um ato de vaidade. Além do quesito beleza e do cuidado com o visual, muitos homens adotaram a prática como uma forma de higiene pessoal. Porém, o que poucos sabem, é que para realizar a depilação masculina de forma correta são necessários cuidados que vão muito além daqueles praticados na depilação feminina.

Estes cuidados se devem, primeiramente, ao fato de os pêlos masculinos se revelarem mais grossos e em muito mais quantidade. Outro fator que exige cuidado na hora da depilação é a pele, visto que a pele dos homens também é diferente da pele das mulheres. As regiões mais procuradas pelos homens para depilar são o peito, costas, pernas, axilas e virilha.

Atualmente, são várias as formas e os produtos exclusivos para a depilação masculina disponíveis no mercado. A variedade disponibiliza cremes depilatórios, ceras, e até mesmo a tradicional lâmina de barbear, encontrada em diversos modelos e específicas para homens.

Está procurando a melhor técnica para depilação masculina? A Tribus Jovem dá algumas dicas para você:

Creme depilatório masculino: estes cremes fizeram sucesso entre as mulheres e agora avançam para o público masculino. A técnica consiste em um creme que, ao ser aplicado em determinada região durante um tempo estipulado pelo fabricante, age nos pêlos de forma para que possam ser eliminados com uma espátula. A técnica é indolor e não agride tanto a pele quanto algumas outras técnicas disponíveis no mercado.

Lâmina: Esta técnica, já conhecida pelos homens, é econômica e ao mesmo tempo prática e eficiente. Consiste em deslizar a lâmina sob os pêlos para cortá-los. Porém, a técnica não elimine o pêlo pela raiz, exigindo que sejam repetidas várias vezes em um curto período de tempo, além da possibilidade de provocar coceiras e irritações e ser um problema para quem sofre de pelos encravados.

Cera quente ou fria: A técnica consiste em utilizar uma quantidade de cera quente ou fria, na pele ou em papéis específicos, que serão aplicados na região desejada e levemente pressionados. Os pêlos aderem à cera, e quando o papel é puxado, os pêlos são removidos pela raiz, o que causa dor para a maioria das pessoas. A vantagem de utilizar a cera quente é o fato de os poros se dilatarem antes de os pêlos serem removidos, fator positivo para os homens, visto que seu tipo de pelo é mais grosso. É indicada para todas as partes do corpo e a sua durabilidade é superior aos cremes depilatórios e à lâmina.

Depilador elétrico: Consiste em um aparelho que possui a mesma função da cera: remover os pêlos pela raiz. A técnica em si também é dolorosa, porém é duradoura tanto quanto a cera, além de não agredir tanto a pele.

Depilação a laser: Esta técnica busca uma depilação definitiva na região em que o laser for aplicado, não sendo possível realizar em casa e ser mais cara do que as demais. É altamente recomendada para homens que sofrem com pêlos encravados e para homens que tem uma grande concentração de pêlos em determinada região. A técnica pode ser dolorosa nas primeiras sessões.

Um comentário sobre “Depilação masculina: Como fazer a depilação masculina, tipos e dicas

  1. Como comprar graxa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

code