Publicado em Deixe um comentário

Progressiva – formol e glutaral: riscos

Não se deixe enganar por profissionais de beleza mal intencionados: o formol (formaldeído) e o glutaral (glutaraldeído), nas concentrações permitidas pela Anvisa, não funcionam como alisantes.

A legislação sanitária permite o uso de formol e glutaral em produtos cosméticos capilares apenas na função de conservantes (com limite máximo de 0,2% e 0,1%, respectivamente) e somente durante a fabricação do produto. O que acontece em muitos salões é que, para ter efeito alisante, essas substâncias são adicionadas indevidamente aos produtos, em concentrações consideradas elevadas, que acarretam sérios danos à saúde de quem prepara, aplica e recebe a mistura.

O consumidor deve ficar atento e procurar somente aqueles profissionais de sua confiança. Na dúvida, saiba como identificar: o cheiro de formol é inconfundível e os olhos lacrimejam, a garganta e as narinas ficam irritadas e muitas pessoas começam a tossir.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

code